r
_

Concreto Celular

LEVE, ISOLANTE TÉRMICO E ACÚSTICO, ÓTIMA RELAÇÃO CUSTO-BENEFÍCIO, ECOLOGICAMENTE CORRETO!

Os concretos leves mais conhecidos são os celulares e os produzidos com agregados leves, tais como: cinzas volantes, eps, perlita, vermiculita e argila expandida entre outros.

Os concretos leves são reconhecidos pelo seu reduzido peso específico e elevada capacidade de isolamento térmico e acústico.

O concreto celular é um tipo de concreto leve que resulta da pega de uma mistura composta de aglomerantes e agregados finos, que sofre tratamentos mecânicos, físicos ou químicos, destinado a criar na sua massa uma alta porcentagem de poros esféricos, de dimensão regular e milimétrica, uniformemente distribuídos, que permanecem estáveis, incomunicáveis e indeformáveis durante todo o processo, resultando numa massa específica aparente seca inferior a 1850 kg/m³ e superior a 300 kg/m³; enquanto os concretos normais possuem sua densidade variando entre 2300 e 2500 kg/m³.

Concreto Celular Espumoso:

Concreto Celular Espumoso é um material de construção com poros artificiais, ou seja, células de ar fechadas, uniformemente distribuídas (poros), obtido como resultado da solidificação da mistura composta de um aglutinante, componente de sílica, espuma técnica, aditivos químicos e água.

Utilizado desde a década de 50 nos EUA e alguns anos mais tarde na Europa, o concreto celular, é um concreto leve e fluído que contém células e ar uniformemente distribuídas na mistura através de um agente espumígeno. As características particulares da espuma formam uma massa com minipartículas de ar e transferem ao produto final alta capacidade de isolamento térmico e acústico. Misturando a espuma com cimento e areia em proporções experimentadas, obtem-se uma ampla gama de aplicações.

Nos últimos anos, o concreto leve com adição de espuma, ou concreto celular espumoso, vem sendo utilizado no Brasil na produção de vedações verticais, como resultado de buscas de alternativas para reduzir a geração de entulho e desperdício de material em geral. Dentre os diferentes processos construtivos, o que emprega a concretagem das paredes in loco tem se mostrado muito competitivo com relação à otimização do sistema construtivo.

Por possuir baixo peso específico, tem a capacidade de ser produzido em condições operacionais elementares, não necessitando de equipamentos especiais (só o gerador de espuma) ou mão de obra especializada, é auto-nivelante, não tem necessidade de vibração e a cura é feita em condições atmosféricas normais.

Graças à extraordinária leveza pela incorporação de ar, este concreto celular é usado para o preenchimento de vãos de lajes, como isolante térmico, e na proteção mecânica de camadas impermeabilizantes. Com finalidades estruturais, o concreto celular pode ser empregado com grande eficiência na execução de paredes estruturais (portantes) de edifícios ou paredes de vedação, assim como nas paredes de casas de 1 ou 2 pisos. Pode-se construir edifícios de 4 ou 5 pisos com paredes de pouca espessura, 15 cm, por exemplo. Outro fator de excelente desempenho do concreto celular, especialmente para paredes de edificações, é o que se refere ao seu grau de isolamento térmico e acústico.

Por se tratar de um material de rápida produção e aplicação, alta fluidez (moldado sem a necessidade de adensamento), além de características isolantes térmicas e acústicas (graças a incorporação de ar), apresenta-se como uma excelente opção para execução de paredes estruturais ou de vedação.

O Concreto Celular graças a suas características técnicas, oferece ductilidade e multiplas possibilidades.

PROJETOS DE MORADIA ECONÔMICA EM CONCRETO LEVE

Projetos de Moradia Econômica em todo o mundo são geralmente muito competitivos, grandes em volume, mas pequenos em lucro para o desenvolvedor. Nosso concreto celular pode proporcionar uma vantagem competitiva, pois é até 40% mais barato em comparação com o concreto normal.

Na maioria dos casos, são empregados painéis fundidos em filas de moldes no próprio local local da obra, utilizando caminhões betoneira com a mistura pronta, que são carregados com areia, cimento e água antes de adicionar-se a espuma. Os caminhões descarregam o concreto leve diretamente nos moldes.

Em certas partes do mundo, é preferido o sistema de fundição no local (cast-in-place), particularmente nas zonas sísmicas, onde uma coluna e viga estrutural é necessária. Isso pode ser incorporado na estrutura.

DESENVOLVENDO EDIFÍCIOS DE ALTURA ELEVADA

Uma das principais aplicações do Concreto Leve ECOPORE é na fabricação de painéis e blocos leves. O Concreto Leve ECOPORE presta-se perfeitamente para o método construtivo TILT-UP, os painéis podem ser executados no próprio canteiro de obras, economizando os custos de transporte e manuseio. Se os painéis forem pré-fabricados em uma fábrica, sua reduzida densidade igualmente irá trazer grande economia com transporte e grua.

APLICAÇÕES ESTRUTURAIS

O Concreto Leve ECOPORE é amplamente utilizado na fabricação de painéis de concreto leve de face única, empregando o método TILT-UP. Esta é uma situação ideal para a fabricação de estruturas com imensa versatilidade e a possibilidade de ser utilizado em qualquer tipo de construção, seja industrial, comercial ou residencial.

Alternativamente, o Concreto Leve ECOPORE pode ser usado como um material de enchimento entre concreto de alta densidade ou outros materiais para fornecer isolamento térmico e acústico. Isto é ideal para o uso em estruturas suscetíveis ao fogo, tais como armazenamento de tintas e solventes, instalações para depósito de munições, etc.

Painéis do tipo sanduíche, com os mais diversos materiais na superfície externa, usando o Concreto leve ECOPORE como enchimento, estão cada vez mais ganhando mercado na construção de paredes divisórias em conjuntos de escritório, paredes comerciais, shopping centers e paredes internas de casas e apartamentos residenciais.

NIVELAMENTO DE PISOS E LAJES

O Concreto leve ECOPORE muitas vezes é especificado para uso como um material leve de enchimento, ou usados para fornecer isolamento gradual em projetos de impermeabilização do telhado abaixo de membranas.

O Concreto Leve ECOPORE também é reconhecido como uma forma rentável para reabilitar pavimentos antigos (ou seja, edifícios de vários andares, que possuem piso de madeira), os quais exigem um composto leve autonivelante.

PREENCHIMENTO DE VAZIOS

O mercado para preenchimento de vazios é diverso. Atualmente muito utilizado na indústria de mineração e aplicações em revestimento de reboco de esgoto, este mercado tem um enorme potencial.

As aplicações típicas são o preenchimento de espaços vazios em minas e túneis, após o trabalho de escavação, ou de trincheiras e poços contaminados. Este é apenas um exemplo de como esse mercado pode ser desenvolvido.

Qualquer indústria que necessite rejuntes para preencher vazios pode beneficiar-se com o uso do Concreto Leve ECOPORE. Por exemplo, nas perfurações para exploração de petróleo, que bombeia enormes quantidades de graute em torno do eixo colocado no buraco recém-perfurado. Este é um mercado atualmente inexplorado.

Várias empresas estão usando o Concreto Leve ECOPORE na fabricação de diversos componentes, tais como fachadas decorativas, ornamento leves para jardim, tijolo leve, e telhas de pedra reconstituída, etc.

ORNAMENTAÇÃO PARA ARQUITETURA

Ornamentação de arquitetura é uma aplicação natural para o Concreto leve ECOPORE. Sua dramática redução no peso (normalmente por ½ ou ¾) torna muito mais fácil seu manuseio e sustentação, sem perder o aspecto de durabilidade do concreto.

Lareiras em pedra natural são muitas vezes demasiadamente pesadas para algumas estruturas, especialmente se forem adaptadas. Além disso, nosso concreto celular proporciona excelente isolamento térmico, reduzindo o risco de incêndio.

Os produtos de ornamentação em concreto leve podem ser produzidos com uma ampla gama de acabamentos, como mármore, arenito, ardósia de qualquer cor, geopolímeros, etc. A gama de produtos inclui fachadas decorativas, ornamentos para jardim, tijolos leves, telhas de pedra reconstituída, colunas, bancadas, parapeitos, arcos, telhas, etc – algo que pode ser moldado em moldes. Para esculpir, grandes blocos de concreto nosso elenco e pode ser esculpido, utilizando ferramentas de carpintaria.

PAREDES CORTA-FOGO & BARREIRAS TÉRMICAS

Pranchas armadas de fachada e de cobertura em concreto celular combinam qualidades essenciais que lhes conferem um excelente comportamento ao fogo.

Reação nula ao fogo (material não combustível) e como tal não inflamável, não contribuindo para qualquer combustão.

As capacidades de resistência ao fogo e poder de isolamento térmico contribuem de sobremaneira para o desenvolvimento espetacular de sistemas construtivos na realização de paredes corta-fogo e barreira térmica.

As exigências em matéria de proteção contra fogo não cessam de se reforçar e muito especialmente nos compartimentos de grande volume (bases logísticas e construções industriais) bem como nas grandes construções industriais que recebem público (cinemas, superfícies de grande distribuição, salões de espetáculos, etc.).

  • Peso reduzido, com uma ampla faixa de possíveis densidades e resistências. Comparado com o peso do concreto convencional, pode-se alcançar uma redução no peso de 10% a 87%.

  • Redução de Custo em torno de 15 a 20%, comparando-se com o concreto convencional. Adicionalmente, uma substancial economia é obtida resultante da menor carga exercida pelo edifício; proporcionando Redução de Custos dos componentes estruturais e da fundação, especialmente em projetos de arranha-céus.

  • Rápido processo de fabricação, com ciclo produtivo abreviado (24 horas – ou menos, utilizando-se aceleradores e/ou sistema de cura a vapor).

  • Velocidade da construção acelerada com a tecnologia de painéis e blocos intertravados pré-fabricados – normalmente a metade do tempo, quando comparado com os métodos de construção convencionais. Com o Sistema Construtivo interbloco / interpainéis, é possível construir em torno de 6 a 8 vezes mais rápido que os métodos convencionais.

  • Resistência ao Fogo mínima de 2 horas para um painel com 75 mm de espessura.

  • Ecologicamente Correto. Nenhuma emissão de gases tóxicos ou prejudiciais – sem riscos para a saúde; tanto no processo de fabricação como se o produto ser submetido ao calor intenso (como em caso de incêndio).

  • Economia contínua nos custos de energia elétrica (para o ar-condicionado e aquecimento), bastante substancial em razão de suas qualidades de isolamento térmico.

  • Versatilidade. O Concreto Leve ECOPORE pode ser serrado, esculpido a mão ou com ferramentas convencionais, e ser penetrado por pregos e parafusos normais de construção civil.

  • Sua Resistência a Compressão pode ser controlada, variando de acordo com a necessidade específica de cada projeto. Esta é uma função dependente da densidade, umidade, proporção da mistura, características físicas e químicas dos materiais componentes e método de cura. Com 10% de Espuma ECOPORE incorporada na mistura de concreto, obtém-se um concreto com maior peso e densidade. A maior porcentagem de espuma na mistura reduz a força em favor do menor peso e melhores características de isolamento.

  • Baixa absorção de água devido à sua estrutura celular fechada.
  • Suas propriedades acústicas fazem com que o som seja absorvido, e não refletido como é o caso do concreto de alta densidade ou paredes de tijolo.
  • Seu peso reduzido também facilita o transporte e manuseio, reduzindo o custo de frete.

Propriedades físicas e mecânicas de produtos feitos com concreto espumoso baseados em areia

 

Densidade : kg / m3

300

400

500

600

700

800

900

1000

1100

1200

Resistência a compressão : MPa, min

2

3,5

4

4,25

4,5

5

5,5

8,5

10

Condutividade Térmica em condição seca e temperatura de 25 ± 5 ° C (298 ± 5K), W / (m · ° C), max

0.08

0.10

0.12

0.14

0.18

0.21

0.24

0.29

0.34

0.38

Humidade de manuseio por peso : %, max

25

25

25

25

25

25

25

25

25

25

Permeabilidade ao Vapor : mg / m · h · Pa, min

0.26

0.23

0.20

0.17

0.15

0.14

0.12

0.11

0.10

0.10

Absorção de Humidade : % max: (com humidade relativa de 75%)

8

8

8

8

8

10

10

10

10

10

 

Comparativo de Materiais X Condutividade Térmica

 

Materiais Densidades Kg/m3 Condutividade térmica W/mk
Mármore 700 2,9
Concreto 2400 1,3
Tijolo de barro 2000 0,8
Concreto celular 1200 0,38
Concreto celular 1000 0,29
Concreto celular 800 0,21
Concreto celular 600 0,14
Concreto celular 400 0,10
Cortiça 2000 0,03
Lã mineral 1200 0,032
Concreto + Eps 2000 0,030
Concreto + Eps 1200 0,022

O concreto leve aerado existe no mercado internacional desde os anos 50, existindo inúmeros fabricantes químicos que alegam ter a formulação correta para produzir concreto leve.

O fato relevante é que a muitas das espumas químicas possuem um alto teor de proteína orgânica e origem de diversas fontes distintas, o que inevitavelmente significa uma enorme variação na resistência e consistência do produto final – o concreto aerado. Além disso, outras matérias-primas utilizadas no processo, como cimento e areia também diferem entre os diversos fornecedores.

Quando nos envolvemos nas aplicações com concreto leve, nós começamos a perceber que havia uma total falta de apoio técnico sério, percebendo contudo que este material é um produto do futuro.

A nossa abordagem foi diferente. Estávamos focados no aspecto da aplicação do produto e – com muito trabalho árduo, suor e lágrimas – a certeza de que o produto final seria aceitável para construtores, arquitetos, engenheiros e autoridades.

Após testar e utilizar muitas das formulações químicas disponíveis no mercado, chegamos à conclusão de que – a fim de controlar a qualidade do produto final – tínhamos de produzir nossos próprio agente espumante, com formulação superior vendido com nossa própria marca, ECOPORE.

Isto resolve no entanto, apenas metade do problema. O aspecto mais importante foi o desenvolvimento contínuo das técnicas de fabricação para painéis, concretagem na obra e blocos de alvenaria.

O PROCESSAMENTO

O processo de fabricação do Concreto Leve ECOPORE é baseado no princípio de aprisionar uma infinidade de bolhas de ar na mistura de concreto, que mantenham a sua estrutura durante o período de cura.

Primeiramente, escolhe-se a especificação desejada que irá compor a mistura de cimento / areia / água / espuma. Após a dosagem dos ingredientes básicos, o Agente Espumante ECOPORE é introduzido à mistura, que pode então ser despejada em moldes painel de praticamente qualquer formato ou tamanho.

A Mistura de Concreto Leve ECOPORE normalmente cura ao ar livre dentro de 24 horas (salvo se for utilizado em condições de tempo frio).

É possível adicionar outros produtos à Mistura de Espuma ECOPORE para obter-se concreto leve compósito. Particularmente o uso de fibras diversas aumenta a resistência do produto evitando rachaduras em condições adversas.

Nosso processo produtivo é muito semelhante ao utilizado no concreto convencional.

Compartilhar